Microfone aberto capta presidente sul-coreano xingando legisladores dos EUA

1 semana ago 3

Uma crítica feita aos legisladores dos Estados Unidos pelo presidente da Coreia do Sul se tornou viral nas redes sociais — depois que um microfone aberto o pegou falando um palavrão.

Yoon Suk Yeol parece ter feito a observação após se encontrar com o presidente americano, Joe Biden, em uma conferência para o Fundo Global em Nova York na quarta-feira (21).

Em um vídeo publicado pela emissora de televisão sul-coreana MBC em seu canal oficial no YouTube na quinta-feira (22), Yoon pode ser visto andando pelo palco depois de conversar com Biden antes de se voltar para seus assessores e falar.

“Seria tão vergonhoso para Biden se esses c****** da Assembleia Nacional não aprovassem este [projeto de lei]”, ele parece dizer.

O Fundo Global é uma organização internacional que tenta derrotar o HIV, a tuberculose e a malária em todo o mundo em desenvolvimento e a observação de Yoon parece ser uma referência à promessa de Biden de contribuir com US$ 6 bilhões, o que exigiria a aprovação do Congresso.

O vídeo do YouTube — que ainda não foi retirado — foi visto mais de quatro milhões de vezes desde que foi enviado e atraiu dezenas de milhares de comentários.

Muitos usuários de mídia social começaram a zombar de Yoon, enquanto o palavrão que ele usou se tornou um termo de pesquisa popular no portal online sul-coreano Naver.

Este é apenas o mais recente no que os críticos dizem ser uma série de erros diplomáticos de Yoon, que chegou a Nova York esta semana para a Assembleia-Geral das Nações Unidas depois de participar do funeral da rainha Elizabeth II em Londres.

Enquanto estava em Londres, os oponentes de Yoon o acusaram de desrespeito porque ele perdeu a chance de ver o caixão da rainha em estado — que ele atribuiu ao tráfego pesado.

No mês passado, ele foi criticado por não se encontrar com a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, quando ela visitou a Coreia do Sul como parte de uma turnê pela Ásia.

Após o que parece ser sua última gafe de política externa, a equipe de Yoon ficou na defensiva.

Em um briefing com repórteres, um alto funcionário do Gabinete Presidencial da Coreia do Sul disse que a observação era “um comentário privado” e que era “inapropriado conectar um comentário privado a um resultado diplomático”.

O funcionário também disse que “era lamentável” Yoon estar sendo criticado, mantendo “um cronograma difícil em benefício do interesse nacional”.

“Não há razão para ele falar sobre os EUA aqui”, disse Kim Eun-hye, secretário de imprensa sênior de Yoon, em um briefing separado, reiterando que muitas pessoas parecem ter “interpretado mal” suas palavras.

De volta a Seul, o primeiro-ministro sul-coreano, Han Duck-soo, abordou o assunto em uma sessão da Assembleia Nacional na quinta-feira, dizendo que não estava “claro” o que Yoon realmente disse.

“Acho que não posso tirar uma conclusão clara aqui sobre as circunstâncias em que ele disse essas palavras, mas parece que ninguém ouviu claramente o conteúdo”, disse Han.

Suas observações não passaram despercebidas aos membros do partido liberal da oposição que comentaram a questão na Assembleia Nacional de quinta-feira.

“Desastres diplomáticos são recorrentes sob a administração de Yoon Suk Yeol e isso se deve à repetida incompetência diplomática do presidente”, disseram eles.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Microfone aberto capta presidente sul-coreano xingando legisladores dos EUA no site CNN Brasil.

Saber mais
Noticias de hoje Noticias do brasil News today